Capturar

Após morte muscular, baiana vai competir em Paraolimpíada

A paratleta baiana Nayara Falcão é um exemplo de que força de vontade é um dos prinicpais atributos de quem se dedica ao esporte. Nayara foi acometida por uma rara síndrome; suas fibras musculares morreram, comprometendo o movimento das pernas e, pior, causando o risco de uma infecção generalizada dos órgãos. Com esforço e sob atentos cuidados médicos e da família durante meses, a paratleta conseguiu superar a doença e se prepara para representar a Bahia e o Brasil na Paraolimpíada de 2020, em Tóquio, no Japão.

Veja em trecho do Cidade Alerta Bahia, com Adelson Carvalho.